Redes Sociais

Facebook quer punir os chatos! Entenda o que acontece com pessoas e fanpages

Gostou? Faça mais pessoas felizes, compartilhe!

Facebook vai implementar mudanças que devem afetar fanpages e grupos. Entenda o que querem fazer e como isso afeta webmasters, blogueiros e analistas.

Ninguém discorda que muitas marcas e sites tem seu tráfego originado da divulgação no Facebook. Até mesmo lojas online realizam muito do seu marketing e divulgação de produtos e promoções através dele. Por isso, qualquer mudança nesse ecossistema pode deixar webmasters e dono de lojas com os cabelos em pé. Uma das novas mudanças que o Facebook quer por em prática é a punição de fanpages de marcas ou mesmo usuários rotulados como “chatos” pelo excesso de divulgação que fazem, beirando o spam puro e simples. Uma matéria recente do Business insider, acendeu a polêmica sobre essas novidades e me baseei nela para falar um pouco sobre o assunto. Vamos entender um pouco sobre essas mudanças.

facebook news

Quais são as mudanças no Facebook?

Recentemente, o Facebook publicou um anúncio de mudanças significativas na timeline  e nos feeds de notícias, principalmente no que tange a sua distribuição e alcance. O Facebook inclusive disse que a partir de agora vai sempre avisar antes sobre suas mudanças e o que realmente irá ocorrer, atendendo a um pedido antigo de agências e usuários. Para quem quiser ler o anúncio todo, ele pode ser conferido aqui em inglês. Para quem não domina bem o idioma do Tio Sam, resumi abaixo os principais pontos:

– O Facebook diz que o objetivo dessas mudanças é entregar o conteúdo certo à pessoa certa. Hoje, se você ficar algumas horas sem acessar o Face, pode haver 1500 novas atualizações de conteúdo à sua disposição, entre feeds de amigos, fanpages e grupos. É praticamente impossível mostrar tudo, segundo dizem. Como separar o que é realmente interessante para o usuário? O Facebook diz que estão trabalhando para deixar isso cada vez mas eficaz.

– Se o usuário não rolar sua timeline toda e alguma publicação mais antiga tiver muitos likes e compartilhamentos, ela pode aparecer novamente no topo. Particularmente, tenho notado bastante isso desde semana passada. Publicações de horas antes reaparecendo no topo. Sinceramente, ainda não posso dizer que curti essa novidade, mas, enfim. Abaixo uma explicação:

timeline

– De acordo com a equipe, o novo algoritmo vai deixar que o usuário decida o que quer ver. Como? Dando like nos conteúdos que gosta, comentando nas páginas que curte. O Facebook diz que, com esse novo algoritmo, eles saiam de 1500 para 300 atualizações para mostrar, por exemplo. Como já disse ali em cima, se vai funcionar é outra história.

– Segundo o Facebook, antes dessa feature, as pessoas não liam nem 43% de suas publicações, e agora, com o exemplo acima, lêem quase 70%.

Facebook pretende punir páginas e pessoas chatas

Se o conteúdo que você publica começar a receber menos likes e compartilhamentos, o Facebook vai passar a mostrar menos aos seus usuários. Algo que já era praticado com o Edge Rank, mas que agora o Facebook admite abertamente. E ainda, vai cada vez mais adaptar seus algoritimos a isso. Portanto, a mensagem é clara: se você é uma empresa ou fanpage que não publica conteúdo que as pessoas gostam, terá seu alcance cada vez mais diminuído. Totalmente preocupante para donos de fanpages e blogueiros, que terão cada vez mais que publicar conteúdo que gere mais likes. Faz sentido, claro. O que o Facebook não comenta é que, se você investir em anúncios, eles aparecerão de qualquer forma, independentemente de qualquer algoritmo. Basta pagar.

Conclusão

Existem algumas mensagens que se pode tirar desse novo comportamento do Facebook:

– Tem uma fanpage grande? Seja mais interessante a partir de agora!

– Quer alcançar mais gente de qualquer jeito? Pague!

– Quer fazer spam? Pague que eu deixo!

Cabe agora aos blogueiros e grandes marcas se adaptarem a esse novo ecossistema.

E você caro blogueiro ou dono de site? Como está lidando com essas mudanças no Facebook? Comenta aí!

Referências: Facebook Announcements e Business Insider


Seja um leitor Premium, receba os artigos direto no email:



Gostou? Faça mais pessoas felizes, compartilhe!
Almy
Almy Fróes é Analista de SEO, Empresário e Problogger. Compartilha no Mestre dos Sites o que aprendeu sobre Marketing de Afiliados, SEO,WordPress, blogs, e otimização de sites
Mais alguns posts interessantes:
facebook ads
Facebook Ads: 7 dicas para fazer anúncios melhores! [Atualizado]
trendsmap ferramenta
O Twitter não morreu! Conheça 7 ferramentas para o Twitter super úteis!
twitter morreu
O Twitter morreu? Uma análise dos últimos acontecimentos e de como ele tem perdido espaço pro Facebook e G+
4 Comments
  • 2013-08-20T18:57:42-02:000000004231201308 at 18:57
    Resposta

    Isto fede a piramide financeira , mas a verdade verdadeira só o tempo dirá. Mas pensando melhor , os atuais negócios de mmn são uma ótima maneira de perder dinheiro na internet. Isto é fato.

  • 2013-08-20T09:54:28-02:000000002831201308 at 09:54
    Resposta

    Parece ser perfeito, deve render rios de dinheiro, porém apenas para quem inventou. (Spam) Lixo. To fora! Parabéns pelo post, sempre é bom abrir os olhos dos leitores para estas “Americanises” “Falcatroicas” rsrsr

  • Paulo
    2013-08-15T13:00:46-02:000000004631201308 at 13:00
    Resposta

    Almy,

    Na verdade o Facebook está divulgando algo que já faz há muito tempo.
    Curtir, compartilhar e comentar algum conteúdo sinaliza que você pode querer mais daquela mesma fonte ou assunto.
    Já é assim há quase 3 anos (escrevi artigos a respeito já em 2011). Eles melhoram continuamente os algoritmos, mas os princípios são os ,mesmos.
    Tanto que há pessoas e empresas sem ética ou escrúpulos, que usam a pegadinha “concorda, curte, discorda compartilha” (sequer faz sentido!), simulando uma “pesquisa”. Na verdade estão enganando o leitor, forçando este a interagir com a página para que esta ganhe visibilidade.
    Pior do que isso só aqueles muito idiotas, que colcam uma foto (muitas vezes com imagens desagradaveis e chocantes) e a legenda “clique na foto, pressione a tecla “1” e veja o que acontece”. Canalhice pura.

    Quanto às empresas pagantes, os anunciantes terem preferência, não vejo problema. É assim na TV aberta, que é gratuita como o Facebook é. E é assim até em revistas, jornais, TV paga… há uma falsa idéia de que é “errado” privilagiar empresas que compram espaço. A dinâmica é essa, pagou pelo espaço, aparece nele.

  • 2013-08-13T12:00:19-02:000000001931201308 at 12:00
    Resposta

    Esta é uma ótima notícia para quem trabalha sério na internet , mas é uma péssima notícia para os facechatos de plantão.

Deixe seu comentário

Your Comment*

Your Name*
Your Webpage