Otimização de Sites

Produtividade: qual o melhor jeito de salvar arquivos de forma segura?

Gostou? Faça mais pessoas felizes, compartilhe!

Esse artigo é um Guest post de Juliana Cogo, diretora de arte e do Guia dos solteiros.com

Antigamente dependíamos de disquetes, VHS, fitas cassete e uma manutenção muito boa dos álbuns de fotografia e negativos para que não perdêssemos nossos preciosos arquivos. Hoje, com o advento da tecnologia, temos diversas maneiras de salvar estes arquivos. Descubra aqui qual a melhor maneira pra você e seja feliz sem preocupações!

 

dvds

 

CD, DVD, CD-R e DVD-R

Não são muito seguros, pois, se arranhados, perdem a capacidade de leitura. Porém são um meio prático de entregar arquivos mais leves a outras pessoas e ideais para entregar a fornecedores, como gráficas, agências, produtoras, sem a preocupação de reaver o material, como no caso do Pen Drive.
Existem também os CD-R e DVD-R, que podem ser regravados, o que seria equivalente ao Pen Drive, porém para arquivos menores.

Pen Drive

Uma maravilha do mundo moderno. Arquivos pesados que antes eram necessários a gravação de vários CDs e DVDs, agora é tudo compactado dentro desde minúsculo dispositivo. A primeira vez que vi um Pen Drive, fiquei encantada. Como podia aquilo? Era uma extensão do computador, só arrastar os arquivos e lá estavam eles, prontos a serem levados a qualquer parte do mundo!
Porém há de se ter muito cuidado ao manuseá-lo: não é tão frágil quando as mídias como CDs e DVDs, porém deve ser desconectado de forma segura, ou poderá queimar. É ideal para uso constante para quem trabalha em mais de um computador, ou quem faz faculdade ou está na escola e precisa levar/trazer/modificar arquivos.

pendrive

HD Externo

HDs Externos são ótimos para salvar muitos arquivos ou arquivos muito pesados, e perfeitos quando se trabalha com mais de um computador. Assim como o Pen Drive, devem ser desconectados de maneira segura ou podem queimar.
TVs com entrada USB aceitam que você conecte seu HD Externo e veja fotos com sua família, filmes, seriados ou ouça músicas. É perfeito se você quiser dar uma festa ou churrasco na sua casa, por exemplo.

Servidores são caros, por isso, se você tem uma microempresa que está começando agora, talvez seja o ideal investir em uma conta corporativa de arquivos em nuvem.


Arquivos em Nuvem

O que tem de mais moderno nesse assunto. Arquivar em nuvem significa armazenar seus arquivos em sites/programas, e assim você pode acessar de qualquer computador, tablet ou smartphone. Fotos, músicas, documentos, tudo pode ser arquivado em uma conta só sua. E se você quiser compartilhar alguma pasta com alguém é bem simples também!

nuvens

Os armazenamentos em nuvem mais famosos (e confiáveis) atualmente são o Dropbox (indico fortemente, é ótimo para compartilhamento de arquivos. Também tem conta corporativa, o que é bem legal), o Sugarsync (que tem a grande vantagem de automatizar a sincronia dos arquivos. Exemplo: se você criar uma pasta chamada “Clientes” e mandar sincronizar com o Sugarsync, não precisará mais se preocupar em atualizar o arquivo na nuvem toda vez que houver alguma mudança. O Sugarsync se encarrega de sincronizar tudo pra você) e o Google Drive (esse eu costumo usar mais para tabelas ou textos).
Tanto no Dropbox e no Sugarsync você ganha uma quantidade determinada de espaço gratuito, mas pode comprar mais espaço (como se fosse um HD Externo mesmo, só que nuvem). Mas se você tá na dureza e não quer gastar dinheiro, pode ganhar mais espaço convidando amigos e respondendo pesquisas deles.


Seja um leitor Premium, receba os artigos direto no email:



Gostou? Faça mais pessoas felizes, compartilhe!
Almy
Almy Fróes é Analista de SEO, Empresário e Problogger. Compartilha no Mestre dos Sites o que aprendeu sobre Marketing de Afiliados, SEO,WordPress, blogs, e otimização de sites
Mais alguns posts interessantes:
proteger site
Como proteger seu site: mostramos dicas simples e super úteis!
Afiliados Brasil 2014: promoção relâmpago com ingressos com um super desconto!
analytics logo
Google Analytics: aprenda a interpretar e fazer bom uso das suas informações! – Parte 1
2 Comments
  • 2013-06-26T02:24:11-03:000000001130201306 at 02:24
    Resposta

    Almy, amigo, bem que senti algo familiar com este tema… rs
    Acredita que já recomendei este artigo para amigas blogueiras, já conversei sobre ele com o Bira e com a minha outra sócia, a Lina, e apenas agora, ao voltar pela 2ª vez ao post, percebi que realmente se tratava da nossa conversa! =D

    Assunto bastante pertinente. Sempre ressalto a importância de “mostrar a cara” no blog, de travar contato direto com o leitor e fico feliz em perceber que isto realmente acarreta uma identificação tamanha para com aqueles que estão “do outro lado da tela”. Sinto na pele (e no Analytics, rs) o quanto tal identificação beneficia o AB…

    Todavia, há de se ter cuidado, os leitores são espertos e percebem quando o contato é “interesseiro”. Mostrar-se íntimo do leitor é algo que deve acontecer de forma espontânea.

    Ademais, receber o feedback positivo e carinho deles é uma das partes mais prazerosas de se ter um blog ^.~

    Sigamos o Mestre! Rsrs
    Abraços.

  • 2013-06-24T20:40:18-03:000000001830201306 at 20:40
    Resposta

    Almy, artigo fantástico! Eu, por experiência próprio posso afirmar que ter uma identidade no blog é muito importante, principal na hora de converter 😉

    Abraços, Arlindo Armando

Deixe seu comentário

Your Comment*

Your Name*
Your Webpage